AGRONEGÓCIO

chuvas estão atrapalhando a colheita

Publicado em

chuvas-estao-atrapalhando-a-colheita

Segundo o boletim semanal do Instituto Nacional de Tecnologia e Agropecuária (INTA) da Argentina, vemos um cenário de alta complexidade nas questões climáticas para as lavouras do país. Sobretudo devido às chuvas acima da média no nordeste da Argentina e temperaturas elevadas no centro-norte.

Na última semana, chuvas acima do esperado no nordeste argentino destacaram-se, com Corrientes registrando um pico de 138 mm na semana. Este volume é superior ao que acontece historicamente na região, o que limitou o avanço da colheita em algumas áreas.

Enquanto isso, o centro e o sul da Argentina experimentaram precipitações abaixo do normal, especialmente nas regiões Pampeana e de Cuyo, tradicionalmente agrícolas. Esta variabilidade de chuvas sugere a necessidade de estratégias adaptativas por parte dos produtores, frente às incertezas climáticas.

As temperaturas elevadas no centro e norte do país exacerbam essa complexidade, com máximas médias superando as expectativas em até 6°C em áreas como Cuyo e o oeste da região Pampeana.

Leia Também:  Polícia descobre carvoaria ilegal que queimava madeira nativa protegida por lei em MT | Mato Grosso

Além disso, o NDVI (Índice de Vegetação por Diferença Normalizada) mostra que, apesar de algumas áreas apresentarem índices acima da média histórica, outras regiões enfrentam condições inferiores ao normal, o que pode indicar estresse vegetativo em lavouras importantes.

O relatório ainda indica que na semana entre 12 e 16 de abril, estão previstas chuvas significativas em áreas críticas para a agricultura argentina, o que pode limitar ainda mais as atividades de colheita.

Já em relação às condições registradas nas lavouras, nota-se uma ligeira melhora para a soja tardia, com nenhuma área sendo classificada como “regular a ruim” e todas as áreas da soja plantada no início da safra foram classificadas como “boa” ou “regular a boa”. Ao contrário do que é observado no milho, áreas ao norte das regiões produtoras foram classificadas como “regular a ruim”.

Fonte: INTA

Confira as condições da lavouras, de acordo com o INTA:

Milho: O cereal está entre o enchimento de grãos e a maturação na maior parte da área plantada. Em áreas do Chaco e Santiago del Estero, ainda são observados milhos tardios entre a floração e o enchimento de grãos. Sua colheita apresenta um avanço de 14% em nível nacional.

Anúncio

Soja: O cultivo de primeira está majoritariamente entre o enchimento de grão e maturação, enquanto o cultivo de segunda encontra-se entre a floração e o enchimento de grãos.

Leia Também:  Fruticultura baiana marca presença em evento do setor

Girassol: Finalizou sua colheita em Chaco, Corrientes, Santa Fe e Entre Ríos. No restante da área plantada, está próxima de finalizar. A nível nacional, sua colheita alcançou 92% da área semeada.

!function (f, b, e, v, n, t, s)
if (f.fbq) return; n = f.fbq = function ()
n.callMethod ?
n.callMethod.apply(n, arguments) : n.queue.push(arguments)
;
if (!f._fbq) f._fbq = n; n.push = n; n.loaded = !0; n.version = ‘2.0’;
n.queue = []; t = b.createElement(e); t.async = !0;
t.src = v; s = b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t, s)
(window, document, ‘script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘522546078623747’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);

COMENTE ABAIXO:
Anúncio

Lucas do Rio Verde

MAIS LIDAS DA SEMANA