BRASIL

Mulher vai à médica, com vagina cheirando a morto, médica revela caso de paciente e choca com diagnóstico

Publicado em

A médica Larissa Pereira Faria (@larissa_pereirafaria), que cria conteúdos para as redes sociais, surpreendeu – e chocou – seus seguidores ao contar a história impressionante de uma de uma mulher de 43 anos que foi à unidade de saúde em que ela trabalha reclamando de coceira e forte odor na vagina. “Cheirava a morto e a constrangia”, conta.

No vídeo, que teve mais de 3 milhões de visualizações no TikTok em um dia, a médica relata que a paciente já havia passado por outros médicos, que não resolveram sua situação, e feito uso de vários medicamentos. O odor, relata a médica, era tão forte que a mulher sentia vergonha ao sair de casa.

Larissa Pereira resolveu, então, internar a paciente para uma investigação mais minuciosa e a presença de uma bactéria proveniente de pessoas mortas no corpo da mulher surpreendeu. “Foi um susto enorme”, conta a médica no vídeo

Segundo ela, a mulher relatou que o marido trabalhava em um necrotério. “Ele praticava necrofilia e depois tinha relações com ela”, conta. “O marido foi denunciado pelo hospital, ficou preso poucos dias e está respondendo em liberdade. Ela se divorciou e ficou traumatizada”, emenda. Segundo a médica, atualmente a mulher faz tratamento psiquiátrico.

Leia Também:  7 de setembro: governo libera Força Nacional para apoiar DF

COMENTE ABAIXO:
Anúncio

Lucas do Rio Verde

MAIS LIDAS DA SEMANA