Search
Close this search box.

Esportes

Flamengo empata em clássico contra o Vasco no retorno ao Maracanã pelo Campeonato Carioca

Publicado em

No retorno ao Maracanã para o Campeonato Carioca, o Flamengo ficou no empate sem gols contra o Vasco, em partida válida pela sexta rodada do torneio.

O clássico começou com o Flamengo mostrando iniciativa, pressionando o Vasco desde o primeiro minuto. Logo aos 40 segundos, Wesley sofreu falta na entrada da área, resultando em um cartão amarelo para o zagueiro vascaíno, mas a cobrança não resultou em perigo para o gol adversário. Pouco depois, o time da Gávea voltou a atacar, dessa vez pela esquerda, com Varela cruzando para Arrascaeta, que cabeceou com perigo, mas o goleiro defendeu.

O Flamengo continuou buscando o gol, tentando manter a maior parte de seus jogadores no campo adversário, mas não conseguiu encontrar espaço. A partir dos 20 minutos, a equipe perdeu um pouco de espaço, permitindo mais ataques do Vasco, mas sem levar muito perigo.

Aos 40 minutos, Arrascaeta arriscou um chute de fora da área, mas o goleiro espalmou para fora, resultando em um escanteio. Na cobrança, Fabrício Bruno subiu e cabeceou para fora. Poucos minutos depois, aos 43, Arrascaeta recebeu lançamento de Wesley e tocou de primeira para Pedro, que chutou de fora da área, mas a bola passou por cima do gol.

Leia Também:  Brasil vira contra Japão e pega Itália na semi do Mundial de Vôlei

No retorno para o segundo tempo, o Flamengo entrou em campo com seu segundo uniforme. Logo no primeiro minuto, Wesley sofreu falta no campo adversário, e Arrascaeta cobrou para Fabrício Bruno, que cabeceou para fora. Aos 7 minutos, a bola sobrou para Pedro, que finalizou na área, mas foi bloqueado, gerando um escanteio. Na cobrança, Arrascaeta cruzou e Léo Pereira acertou um voleio por cima do gol.

O Flamengo seguiu valorizando a posse de bola, dominando o meio de campo. Em um lançamento de Arrascaeta aos 13 minutos, Gerson recebeu dentro da área, mas estava em posição de impedimento. Aos 18 minutos, Léo Pereira salvou mais uma vez o gol rubro-negro, tirando uma bola que já tinha passado pelo goleiro adversário.

Aos 21 minutos, Gabigol e Bruno Henrique entraram no lugar de Pedro e Everton Cebolinha, respectivamente. Aos 28 minutos, De La Cruz encontrou Gabigol, que chutou, mas o goleiro defendeu, embora Gabigol estivesse em posição de impedimento. Pouco depois, Gabigol arriscou de fora da área, mas o chute passou ao lado do gol adversário.

Leia Também:  Palmeiras vence o Mirassol e avança às quartas de final

O técnico Tite fez mais uma substituição aos 31 minutos, com a entrada de Luiz Araújo no lugar de De La Cruz. Aos 40 minutos, Bruno Henrique sofreu falta perto da área adversária, pelo lado esquerdo do campo. Luiz Araújo lançou para Gabigol, que chutou de primeira, mas a bola passou por cima do gol.

Aos 40 minutos, Arrascaeta foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou pênalti para o Flamengo! Gabigol foi para a cobrança, mas não conseguiu converter, batendo no canto direito do goleiro. Após cinco minutos de acréscimo, o árbitro encerrou a partida com o empate no Maracanã.

Fonte: Esportes

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Esportes

Pai de Endrick é alvo de ataques racistas em jogo da seleção no Pré-Olímpico

Published

on

O pai do atacante Endrick foi alvo de ataques racistas durante e depois da vitória da seleção brasileira sobre a Venezuela, na noite desta quinta-feira, no Torneio Pré-Olímpico. Torcedores da seleção venezuelana, que jogou em casa, fizeram gestos de “macaco” em direção a Douglas Ramos, pai do atleta do Palmeiras.

 

O próprio Endrick publicou o vídeo em que mostra os gestos ofensivos em suas redes sociais. Depois, o jogador da seleção acabou apagando a mídia. O jogador não chegou a se pronunciar sobre o assunto após a partida em entrevistas ou novas postagens.

 

Em comunicado, a CBF repudiou o ato de racismo e disse que se solidarizou com o pai do jogador no Estádio Brígido Iriarte, em Caracas, na Venezuela, país que sedia o Pré-Olímpico.

 

“As manifestações de criminosos com camisas da seleção adversária eram dirigidas notadamente ao pai de Endrick, Douglas Ramos. Eles faziam gestos imitando macacos. Tão logo informado sobre o episódio, o chefe da delegação da seleção brasileira na Venezuela, Daniel Vasconcelos, em nome do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se solidarizou com o atleta e seus familiares”, registrou a entidade.

Leia Também:  Na convivência diária, Márcio Guedes ía além do jornalismo esportivo

 

A seleção brasileira venceu a Venezuela por 2 a 1, no sufoco, e manteve suas chances de se classificar para a Olimpíada de Paris-2024. Para obter a vaga, o time pode até empatar na última rodada do quadrangular final, contra a Argentina, no domingo, dependendo do outro jogo desta fase, entre Paraguai e Venezuela.

Advertisement

 

Uma vitória assegura a classificação olímpica da seleção brasileira, sem depender de nenhum outro resultado. O Paraguai lidera o quadrangular, com quatro pontos, seguido pelo Brasil (três), Argentina (dois) e pela Venezuela (um). Todas as quatro seleções ainda têm chances de classificação – somente duas vão disputar os Jogos Olímpicos deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

LUCAS DO RIO VERDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA