Search
Close this search box.

Esportes

São Paulo vence Palmeiras nos pênaltis e conquista a Supercopa Rei 2024

Publicado em

O São Paulo venceu o Palmeiras nos pênaltis por 4 a 2, neste domingo (4), e conquistou a Supercopa Rei 2024. No Mineirão lotado com mais de 40 mil torcedores, o time comandado por Thiago Carpini levantou a taça para o delírio de sua torcida. Goleiro do São Paulo, Rafael defendeu os pênaltis de Murilo e Piquerez e foi o grande herói do título.

Este é o primeiro título da Supercopa do Tricolor Paulista, que chegou à decisão por conta do título inédito da Copa do Brasil.

Eleito o melhor jogador da partida, Rafael foi coroado como o Rei do Jogo, prêmio em homenagem ao Rei Pelé e entregue por Clodoaldo, amigo e companheiro do maior jogador de todos os tempos.

Antes de a bola rolar, a realização da partida foi marcada por um complexo esquema de segurança e de homenagens ao Rei Pelé, a Zagallo e a Osvaldo Domínguez Dibb.

São Paulo é o campeão da Supercopa Rei 2024São Paulo é o campeão da Supercopa

O JOGO

No primeiro tempo, o Palmeiras teve mais chances de abrir o placar, em finalizações de Rony, Raphael Veiga e Mayke. Já o São Paulo foi perigoso com chute de Nikão.

Leia Também:  Flamengo está preparado para o clássico contra o Vasco; semifinal do Cariocão

Palmeiras e São Paulo decidiram a Supercopa Rei 2024 no MineirãoPrimeiro tempo foi de equilíbrio

Na etapa final, Jhon Jhon, do Palmeiras, assustou o goleiro Rafael com cabeceio que passou por cima da meta são-paulina, aos 23 minutos.

Aos 31 minutos, Mayke fez grande jogada e chutou forte, mas Moreira cortou a bola quase em cima da linha e impediu a abertura do placar. No minuto seguinte, o São Paulo respondeu com Calleri, que ficou cara a cara com Weverton, mas seu chute parou na defesa do goleiro palmeirense.

Advertisement

O argentino Galoppo teve ótima cobrança de falta, aos 35 minutos. A bola resvalou na trave, antes de tocar na rede pelo lado de fora. Pouco antes da marca dos 45 minutos, Aníbal Moreno finalizou de fora da área e assustou os são-paulinos no Mineirão.

Com o 0 a 0 no placar, o árbitro Bráulio da Silva Machado apitou o fim do tempo regulamentar e indicou que a decisão do título ficaria para os pênaltis.

Nas penalidades, Calleri, Galoppo, Pablo Maia e Michel Araújo acertaram para o São Paulo. Pelo Palmeiras, Raphael Veiga e Gabriel Menino marcaram, mas as cobranças de Murilo e Piquerez foram defendidas por Rafael, definindo a conquista são-paulina.

Leia Também:  Brasileiro: com objetivos opostos, Avaí e Botafogo se enfrentam em SC

ESCALAÇÕES

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez e Murilo; Mayke (Gabriel Menino), Richard Rios (Aníbal Moreno), Zé Rafael (Luis Guilherme), Raphael Veiga e Piquerez; Rony e Flaco López (Jhon Jhon). Técnico – Abel Ferreira

São Paulo: Rafael; Rafinha (Moreira), Arboleda, Diego Costa e Wellington (Erick); Pablo Maia, Alisson, Wellington Rato (Ferreirinha) e Nikão (Michel Araújo); Luciano (Galoppo) e Calleri. Técnico – Thiago Carpini.

Fonte: Esportes

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Advertisement

Esportes

Pai de Endrick é alvo de ataques racistas em jogo da seleção no Pré-Olímpico

Published

on

O pai do atacante Endrick foi alvo de ataques racistas durante e depois da vitória da seleção brasileira sobre a Venezuela, na noite desta quinta-feira, no Torneio Pré-Olímpico. Torcedores da seleção venezuelana, que jogou em casa, fizeram gestos de “macaco” em direção a Douglas Ramos, pai do atleta do Palmeiras.

 

O próprio Endrick publicou o vídeo em que mostra os gestos ofensivos em suas redes sociais. Depois, o jogador da seleção acabou apagando a mídia. O jogador não chegou a se pronunciar sobre o assunto após a partida em entrevistas ou novas postagens.

 

Em comunicado, a CBF repudiou o ato de racismo e disse que se solidarizou com o pai do jogador no Estádio Brígido Iriarte, em Caracas, na Venezuela, país que sedia o Pré-Olímpico.

 

“As manifestações de criminosos com camisas da seleção adversária eram dirigidas notadamente ao pai de Endrick, Douglas Ramos. Eles faziam gestos imitando macacos. Tão logo informado sobre o episódio, o chefe da delegação da seleção brasileira na Venezuela, Daniel Vasconcelos, em nome do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se solidarizou com o atleta e seus familiares”, registrou a entidade.

Leia Também:  Contra Sérvia, Brasil inicia jornada pelo hexa na Copa do Catar

 

A seleção brasileira venceu a Venezuela por 2 a 1, no sufoco, e manteve suas chances de se classificar para a Olimpíada de Paris-2024. Para obter a vaga, o time pode até empatar na última rodada do quadrangular final, contra a Argentina, no domingo, dependendo do outro jogo desta fase, entre Paraguai e Venezuela.

Advertisement

 

Uma vitória assegura a classificação olímpica da seleção brasileira, sem depender de nenhum outro resultado. O Paraguai lidera o quadrangular, com quatro pontos, seguido pelo Brasil (três), Argentina (dois) e pela Venezuela (um). Todas as quatro seleções ainda têm chances de classificação – somente duas vão disputar os Jogos Olímpicos deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

LUCAS DO RIO VERDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA