Operação Lesa Pátria

Polícia Federal identifica dois golpistas em Mato Grosso

Publicado em

Ação resulta em prisão e busca por suspeitos envolvidos em atos antidemocráticos em Cáceres e Mirassol do Oeste

 

Nesta terça-feira (21), a Polícia Federal desencadeou a 20ª fase da Operação Lesa Pátria, visando cumprir quatro mandados, sendo dois de prisão preventiva e dois de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal. A operação tem como objetivo identificar os participantes e financiadores dos atos antidemocráticos ocorridos em Brasília, estendendo suas investigações para as cidades de Cáceres e Mirassol do Oeste, em Mato Grosso.

 

Durante a ação, um dos suspeitos foi detido, enquanto o segundo encontra-se foragido. Conforme apontam as investigações, os indivíduos gravaram vídeos durante a invasão ao Palácio do Planalto, incentivando outras pessoas a aderirem ao ataque às instituições. As gravações, divulgadas em redes sociais, revelam também incitação ao confronto com os policiais que buscavam impedir a entrada dos invasores.

 

Os atos capturados nas imagens são, em tese, passíveis dos seguintes crimes: abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido, além de crimes previstos na lei antiterrorismo.

Leia Também:  'Musa das estradas' diz estar bem e que peça de carreta causou acidente

 

A identificação dos suspeitos decorreu de denúncias encaminhadas pela população, ressaltando a importância da colaboração cidadã com os órgãos de segurança pública. A Polícia Federal segue empenhada na apuração dos fatos, reforçando seu compromisso com a preservação da ordem democrática e a segurança nacional.

Anúncio

COMENTE ABAIXO:
Anúncio

Lucas do Rio Verde

MAIS LIDAS DA SEMANA