INDUSTRIÁRIO

Viciado mantém esposa e filho reféns em casa por 25 dias em Cuiabá

Publicado em

Uma mulher e filho de 10 anos foram mantidos em cárcere privado durante 25 dias em uma casa no bairro Jardim Industriário, em Cuiabá, pelo marido dela. O crime só foi descoberto porque a vítima conseguiu fugir na manhã desta segunda-feira (24) e procurar ajuda na Delegacia da Mulher. O suspeito, identificado como Bruno Vieira de Souza, tem passagem por violência doméstica e tráfico de drogas, e foi preso em flagrante.

Ao comentar o caso, o delegado Ricardo Franco classificou o agressor como sujeito perigoso e vai representar pela prisão preventiva dele junto ao Poder Judiciário. “Ela [a mulher] relatou que está há 25 dias em média sendo mantida sob cárcere privado. Sendo vigiada, ameaçada pelo seu convivente. Eu verifiquei que o caso é grave, registramos o boletim e determinei a toda equipe que fosse ao local ao flagrante. Ela conseguiu fugir pela manhã. Bruno Vieira de Souza tem várias passagens criminais, não só por violência doméstica, mas também por tráfico e outros crimes. Ele é perigoso. A família estava sendo torturada. O filho está sem ir à escola desde maio”, informou Franco em entrevista ao Programa do Pop, da TV Cidade Verde.

Leia Também:  Ladrão furta saxofone de projeto social e termina preso em MT

Tanto a mãe quanto o filho foram ouvidos na delegacia, bem como o agressor. Segundo a mulher, o marido é usuário de drogas e toda vez sob efeito de algum entorpecente, tranca a casa toda e não deixa ninguém sair. Ela relatou que já havia solicitado medidas protetivas de urgência em duas ocasiões anteriores, porém, o marido nunca cumpriu a determinação judicial. Bruno chegou a ser preso por violência doméstica, mas retornou para casa após ser colocado em liberdade.

“Mesmo querendo ir à escola, o suspeito, que é o pai, não deixava a criança sair de casa. Nas investigações, queremos descobrir se ela estava sendo alimentada. Mas acreditamos que o pai, por não deixar a mãe sair, a criança também estava passando por alguns maus-tratos. Segundo a vítima, toda vez que ele usa muita droga, apresenta esse comportamento, fica dias trancado dentro de casa. Vou representar pela prisão preventiva”, observou o delegado.

Segundo a Polícia Civil, desde a soltura do agressor, a vítima e o filho sofrem constante violência física e psicológica, sendo agredidos com tapas, puxões de cabelo, socos e chutes, além do suspeito trancar as portas e portões da casa, impedindo as vítimas de sair e também de se comunicar com familiares. Mãe e filho serão encaminhados para Casa de Amparo. Os policiais do plantão fizeram a escolta para resgate da criança e retirada dos pertences da vítima da casa.

Leia Também:  Homem é esfaqueado pelo amante da esposa em MT

COMENTE ABAIXO:
Anúncio

Lucas do Rio Verde

MAIS LIDAS DA SEMANA